CRASH-3 Trial: Ácido tranexâmico em TCE hiperagudo

Publicado ontem na revista Lancet. Financiado pelo NIH e outras entidades governamentais. Nada de indústria na jogada…

Mais de 12 mil pacientes randomizados para receber placebo ou ácido tranexâmico, dose ataque de 1g e depois 1g a cada 8h. No começo do estudo, permitiam entrada até 8h, mas depois o comitê do estudo restringiu a randomização até 3h do acidente (trauma).

Bem interessante…
Ainda não li, mas o abstract anima. Foi positivo para desfecho de morte em casos de TCE leve e moderado, e não observado em TCE grave.

LINKS

The CRASH-3 Collaborators. Effects of tranexamic acid on death, disability, vascular occlusive events and other morbidities in patients with acute traumatic brain injury (CRASH-3): a randomised, placebo-controlled trial. Lancet 2019. 

PDF online FREE no site da The Lancet. – AQUI. 

Nota da ABN – Terapia de indução de proteínas de choque térmico: O Quê?!

É isso mesmo.

Se você neuro colega, nunca ouviu isso na vida, possivelmente você não é um ET. Você está certo… Terapia alternativa sendo realizada para prometer “reversão de doenças degenerativas” e anti-aging.

Nota oficial da ABN sobre uma reportagem veiculada pela RedeTV, sobre tratamento alternativo realizado nos EUA por “médico brasileiro”.

Vitamina C: Nossas avós tinham razão?!?! CITRIS-ALI publicado

Apresentado hoje no congresso europeu de Terapia Intensiva, em Berlin, o estudo CITRIS-ALI foi negativo para os desfechos clínicos e de alterações inflamatórias até 198 horas, mas a análise pré-programada de desfecho secundário de mortalidade global em 28 dias demonstrou importante redução de mortalidade no grupo de tratamento com altas doses de Vitamina C endovenosa.

Resultado de imagem para vitamin c endovenous

Como diz um amigo meu: Não serve pra gripe mas reduziu mortalidade em Sepse + SDRA????

Ou…: Vovó tinha mesmo razão…?????

LINKS

Fowler III et al. Effect of Vitamin C Infusion on Organ Failure and Biomarkers of Inflammation and Vascular Injury in Patients With Sepsis and Severe Acute Respiratory FailureThe CITRIS-ALI Randomized Clinical Trial.JAMA 2019.

Brent & Angus. Is High-Dose Vitamin C Beneficial for Patients With Sepsis? JAMA 2019. Editorial.

Plasmaferese em NMO

Há vários autores que advogam o uso precoce da plasmaferese nos surtos de NMO, mas ainda há recomendações formais dos guidelines sobre usar a terapia como segunda linha, apenas quando falha a pulsoterapia, indicando a metilprednisolona por 5 dias, e escalonamento com doses adicionais da pulsoterapia, ainda antes da plasmaferese.

Bonnan e col. publicaram em 2018 uma revisão de seu bando de dados, com base na prática local do grupo, de começar em determinados casos a plasmaferese de forma direta, e comparando as diferentes faixas de tempo do início da plasmaferese com taxas de remissão dos pacientes. Conseguiram comprovar que o quanto mais precoce for instituída a plasmaferese, melhores as chances de desfecho clínico.

Adaptado de Bonnan et al. Short delay to initiate plasma exchange is the strongest predictor of outcome in severe attacks of NMO spectrum disorders. JNNP 2018.

LINKS

Bonnan et al. Short delay to initiate plasma exchange is the strongest predictor of outcome in severe attacks of NMO spectrum disorders. JNNP 2018.

 

Papers novos, interessantes, sobre o tratamento agudo de Hematoma Intraparenquimatoso

Boas publicações, pra pensarmos.

A pergunta: Fazer o que com HIP na sua fase aguda? Baixar a pressão arterial para níveis menores, abaixo de 140mmHg? Manter terapia convencional, abaixo do alvo de 160mmHg?

Afinal, quem segue as recomendações do INTERACT-2? Quem não acredita em baixar pressão arterial em AVCh primário?

Reflexões sobre o INTERACT-2 e ATACH-2…

PS. Vem aí o INTERACT-3. Aguardem…

LINKS

Buletko et al. Cerebral ischemia and deterioration with lower blood pressure target in intracerebral hemorrhage. Neurology 2019.

Moullaali et al. Blood pressure control and clinical outcomes in acute intracerebral haemorrhage: a preplanned pooled analysis of individual participant data. Lancet Neurology 2019.

Microcateter robótico: O que os engenheiros do MIT estão desenvolvendo

Vejam só:

 

Dr. Ronie Piske

Tristeza.

Muita tristeza. Dr. Ronie Piske, grande neurorradiologista intervencionista, faleceu esta manhã, em S. Paulo.

Deixará seu legado na especialidade, e muitos, muitos discípulos, que receberam seus ensinamentos ao longo de décadas, nas angiosuites da Beneficência Portuguesa.

Que Deus conforte a família e os amigos mais próximos. A Neurologia Vascular e a Neurointervenção perderam um de seus pioneiros.

VELÓRIO: Capela Beneficiencia Portuguesa. Rua Maestro Cardim nº 769, Bela Vista