Novas diretrizes ACC/AHA do manejo do colesterol – 2018

Diretriz publicada concomitantemente ao gigante congresso da AHA 2018, que ocorreu este ano em Chicago, USA.

 

LINKS

Grundy et al. 2018 AHA/ACC/AACVPR/AAPA/ABC/ACPM/ADA/AGS/APhA/ASPC/NLA/PCNA Guideline on the Management of Blood Cholesterol. A Report of the American College of Cardiology/American Heart Association Task Force on Clinical Practice Guidelines. Circulation 2018.

Será??!?!?!?! Apple Watch 4 poderá detectar FA?

Por Maramélia Miranda e Felipe Barros **

Atualização em tempo real.

O evento da Apple hoje em Cupertino, na Califórnia, mostrou, além dos novos modelos de iPhones, a 4a. geração do Apple Watch, com a promessa de, já tendo sido certificado pelo FDA, detector fibrilação atrial, bradicardias e fazer um ECG…

Será? Holter de 365 dias?!

LINKS

Burns M. Apple Watch Series 4 can detect AFib and perform an ECG. www.techcrunch.com. Acessado em 12 set 2018. 

Warren T. Apple Watch Series 4 includes a bigger display and a built-in EKG scanner. In: The Verge.

Video do Youtube.com – Introducing Apple Watch Series 4

https://www.apple.com/br/apple-watch-series-4/

** Felipe Barros é neurologista clínico, pós-graduando em Neurologia Vascular na UNIFESP/EPM, fissurado, como eu e muitos de vocês, leitores, em tecnologia.

PS. Não sou applemaníaca, mas se isso se confirmar… Vai ficar difícil não usar…

Ultrassonografia transcraniana em Doença de Parkinson

Super legal! Paper detalhando a experiência do grupo de Brasília, do Hospital de Base – Centro de Referência em Parkinson e Distúrbios do Movimento, no diagnóstico de parkinsonismo e DPI (doença de Parkinson idiopática).

O estudo da colega de BSB Talyta Grippe mostrou alta sensibilidade (93,4%) e especificidade (86,6%) para o diagnóstico de DPI.

Aqui vou fazer um chamado: Quais colegas, e onde, estão disponibilizando este exame no Brasil? Respondam na área de comentários, pois vou relacionar e publicar aqui a lista dos nomes e locais no nosso país.

LINKS

Grippe et al. Is transcranial sonography useful for diagnosing Parkinson’s disease in clinical practice? Arq Neuropsiquiatr 2018.

Walter & Skoloudik. Transcranial Sonography (TCS) of Brain Parenchyma in  Movement Disorders: Quality Standards, Diagnostic Applications and Novel Technologies. Ultraschall in Med 2014. Artigo de revisão em inglês.

Berg & Walter. Transcranial Sonography in Movement Disorders. Ed. Science Direct. Livro sobre o tema.

Li et al. Diagnostic Accuracy of Transcranial Sonography of the Substantia Nigra in Parkinson’s disease: A Systematic Review and Meta-analysis. Nature Scientific Reports 2016.

WAKE-UP Trial: Publicado!

Estudo bem importante, o WAKE-UP – Efficacy and Safety of MRI-Based Thrombolysis in Wake-Up Stroke – avaliou pacientes com sintomas leves-moderados de AVCi, tempo de início dos sintomas desconhecido, e seleção por imagem com Ressonância Magnética.

O critério usado para a inclusão dos casos foi a presença de mismatch entre as sequências de difusão (DWI) e FLAIR (lesão com restrição à difusão e sem hiperintensidade no FLAIR), excluídos casos com oclusão arterial de grande vaso, e os tratamentos testados foram alteplase EV versus placebo. Os desfechos clínicos foram melhores no grupo ativo do que no placebo.

O estudo foi interompido pela parade de seu financiamento, não atingindo o n planejado de 800 pacientes, mas conseguiu randomizar pouco mais de 500 pacientes nos dois grupos de tratamento.

Foi positivo, mas com esta ressalva.

LINK

Thomalla et al, from WAKE-UP Investigators. MRI-Guided Thrombolysis for Stroke with Unknown Time of Onset. NEJM 2018.

Trombose Venosa Cerebral: Guidelines mais recentes e recomendações

Guia de sobrevivência básico para neurohospitalistas na condução de pacientes com TVC:

  • Cefaleia que não passa, refratária, persistente: Investigue. RM e AngioRM já podem dar o diagnóstico.
  • Tratamento de primeira linha: heparinização plena, preferencialmente com heparina de baixo peso (que tem segurança melhor do que heparina convencional);
  • Não tenha medo: anticoagular pleno, mesmo em casos com infartos venosos e hematomas/transformação hemorrágica. Tenha calma, frieza, respire fundo, e tenha certeza: se você não anticoagular, a congestão venosa e o hematoma irão piorar;
  • Não dar corticóides, a não ser em casos de Behcet com a associação de TVC;
  • Fármacos antiepilépticos, apenas em quem tiver crises;
  • Trombólise e trombectomia são terapias para casos selecionados, e ainda não há consenso sobre suas indicações;
  • Hemicraniectomia para infartos extensos com hipertensão intracraniana pode ser indicada;
  • Pacientes com TVC poderão engravidar após o evento, desde que com uso de heparina de baixo peso durante a gestação.

LINKS

Ferro et al. European Stroke Organization guideline for the diagnosis and treatment of cerebral venous thrombosis – endorsed by the European Academy of Neurology. Eur J Neurology 2017.

Saposnik et al. Diagnosis and Management of Cerebral Venous Thrombosis. A Statement for Healthcare Professionals From the American Heart Association/American Stroke Association. Stroke 2011.

Mudanças nos formulários do Alto Custo em São Paulo

Atenção colegas neuros que prescrevem medicamentos de Alto Custo em São Paulo, SP.

A partir do mês passado, a Secretaria do Estado de São Paulo está exigindo que os médicos preencham os campos de nome da mãe, no formulário de LME, e datas, tanto na LME quanto nas receitas das drogas a serem dispensadas.

+++ Formulários e Impressos da Farmácia de Alto Custo

Assim, deve ser colocada a data na LME, que terá validade de 3 meses, e das datas de cada mês a ser dispensado o medicamento, nas receitas do mês 1, 2 e 3, respectivamente. E atenção: Se os formulários forem digitados (impressos via computador), suas datas e todos os campos preenchidos também deverão ser… Se forem escritas à mão, o médico deverá escrever nos campos, sob pena do paciente ter que voltar ao seu ambulatório para fazer o processo todo novamente…

Pra quê simplificar, não é mesmo?!

Vamos complicar, que assim é que é bom…