Cefaleia em salvas

/

Sintomas

Você foi ao médico, provavelmente neurologista, e ele passa o seu diagnóstico: um tipo diferente e esquisito de dor de cabeça chamado “Cefaleia em salvas”. O que é isso!? Este é um tipo diferente, menos comum de dor de cabeça, que está incluído no grupo das cefaleias ditas primárias (sem nenhuma causa externa que a provoque), cefaleia que atinge mais comumente homens em idade mais jovem, e costuma ter características bastante especiais:

– geralmente é piorada no inverno;

– geralmente vem em crises repetidas, que acontecem em vários dias, ou por semanas, geralmente num período específico do ano;

– geralmente o local da dor é apenas unilateral, de um lado do rosto, ou irradiando-se para a metade do crânio, quase sempre pegando sobretudo a região de trás e ao redor de um dos olhos;

– geralmente vem junto com sintomas de olho vermelho (no olho do lado onde dói) ou lacrimejamento ocular deste lado, ou até mesmo congestão nasal na narina do lado do rosto afetado;

– é uma dor muito, muito forte… Os pacientes costumam falar: “Dra, dá vontade de bater a cabeça na parede, arrancá-la de mim, de tão forte que é a dor!” Ou seja, é bem diferente de uma cefaleia comum ou enxaqueca, cuja dor pode ser tolerável, e quando a maioria de nós prefere, ao contrário, deitar, descansar, ao invés de ficar louco e desesperado com a dor;

Desenho de um paciente que tem cefaleia em salvas. Uma dor terrível!
Desenho de um paciente que tem cefaleia em salvas. É ou não é uma dor terrível!????

– geralmente tem um “prazo de validade”. Explico: a dor da cefaleia em salvas vem de repente, dura uns minutos, até 1-2 horas, e vai passando, não interessando se o paciente tomou ou não um remédio. É muito raro durar mais que isso;

– Pode ser mais de característica noturna.

Ou seja, não é difícil fazer este diagnóstico, desde que você conte direitinho ao médico como é a sua dor… E desde que este médico conheça este tipo mais raro de dor.

CLUSTER1

Exames

O principal de quem está com cefaleia em salvas é contar a história, o padrão da dor, as características desta dor, como vem e quando vem, detalhadamente para o médico. Resumindo, o principal é o exame clínico, é o médico escutar sua história e como é tudo relacionado á sua dor.

Grande parte dos neuros costumam pedir um exame de imagem, que pode ser uma tomografia ou ressonância magnética, para excluir que a cefaleia em salvas seja devido a algum problema anatômico, como uma mal-formação vascular, um AVC, um aneurisma, uma trombose cerebral ou um tumor, mas lembro a todos que APENAS menos de 2% dos casos de cefaleia em salvas tem alterações nestes exames. Ou seja, a grande maioria apresentará exames de imagem normais. E você, estatisticamente, deve estar nos 98% dos casos com imagem normal.

Tratamento

É baseado primariamente no uso de medicamentos preventivos nas épocas em que os pacientes começam a ter crises, porque não adianta tomar analgésicos na hora da crise, pois a grande parte dos pacientes não responde… Uma boa parcela dos casos pode responder ao uso de inalação de oxigênio, quando está em plena crise, sendo esta conduta, inclusive, um teste para confirmar que trata-se da cefaleia em salvas. Alguns casos respondem também ao uso de triptanos (classe de analgésicos muito usada em tratamento de enxaqueca).

CLUSTER2

Entretanto, a maioria dos casos terá que usar os medicamentos preventivos, como verapamil, prednisona ou carbolitium, por algumas semanas a meses, até cessarem as crises. Terapias alternativas, como yoga, meditação, relaxamento ou acupuntura, também podem ser benéficas na prevenção das crises de dor.

Fontes das imagens: JAMA, headachesheadaches.com, caregivynglyyours blog.

72 thoughts on “Cefaleia em salvas”

  1. Sou portador de cefaleia em salvas a um pouco mais de 15 anos, as primeiras crises que tive eram muito intensas e ocorriam varias vezes ao dia (durante 1 a 2 meses no meio do ano). Eram dores terríveis de curta duração, literalmente pequenas torturas de 30 min aleatoriamente ao dia. Após me consultar com o Neurologistas e iniciar o tratamento eu obtive ótimos resultados. Houve redução da frequência e intensidade das dores (apesar de demandar cuidados anuais próximos ao período habitual de crise). Não vou indicar medicamentos, pois cabe ao medico essa responsabilidade, mas posso destacar que se faz necessário também uma dieta adequada (sem café, sem alimentos ácidos, sem chocolate e muita hidratação) um mês antes e durante o período habitual de crise. Achei importante destacara a dieta, pois não foi mencionado no artigo.

  2. Oi meu nome é jeane ,a minha primeira crise de dor de cabeça foi aos 19 anos desde dessa idade eu comecei sobre dessa maldita dor eu sempre falo isso que eu tenho vontade de bater a cabeça na parede de tão forte que é a dor .fui muitas vezes ao hospital por esses anos mas eles nunca me disseram o que era de verdade essa dor ,mas sempre tratei como enxaqueca tomando enxak ,porém eu agora sei que não é enxaqueca é cefaléia em salvas pois me indentifico com todos os sintomas .esse desenho do olho sendo arrancado é bem assim que me sinto nas crise. Mas o medicamento enxak resolve na hora a dor por isso eu tomo mas o certo mesmo e o tratamento né com o médico especialista.bjs

  3. Meu nome Ederson estou sofrendo com essa dor maldita. Fiz tomografia não apareceu nada agora daqui 3 dias tenho retorno com o Neuro, vou comentar com ele sobre cefaleia em salvas ,pois lendo todos comentários e o texto acima sinto tudo o que falam, faz duas semanas que estou com crises, essa noite das 23 horas até as 07 da manhã tive 6 crises. Terrível ,só quero melhorar logo está ficando insuportável.

  4. Tenho cefaleia em salvas há 10 anos, mas só fui diagnosticado corretamente há 20 dias, e antes disso me automedicava com Naramig 2,5 mg, que era o único remédio que aliviava a dor.
    Iniciei o tratamento com Verapamil 40 mg duas vezes ao dia, e em menos de 5 dias já senti diferenças, hoje minhas crises duram menos de 20 minutos e a dor é bem mais aceitável, o que não me prejudica em nenhuma atividade, mas o melhor de tudo é que não fico mais com um olho vermelho e a cara inchada.

  5. Me Chamo Raquel, tenho 37 anos tenho as crises a mais de 15 anos, as crises duram sempre 1 meses, ai volta depois de mais ou menos 1 ano. Quando estou em crise passo noites acordada, porque ao dormir a dor ataca, por varias vezes a noite, as dores se concentram no fundo do olho direito e é tão forte que já fiquei até internada tomando morfina, mas nunca nenhum medico até mesmo Neuro me receitou agum tipo de tratamento, tratam como uma simples enxaqueca, mas sei que é salvas, porque tenho todos os sintomas dela, agora nesse mês de março de 2020 estou em crises, mas não podendo ir ao hospital devido ao corona virus. Nenhum medicamento resolve, estou o tempo todo tomando tramal para tentar aliviar a dor, mas tem dias que não adianta. Alguém sabe o que fazer para tentar aliviar?

  6. Olá amigos, meu nome é Reginaldo, assim como vocês sou portador e sofredor de Cefaléia em Salvas (CS) há cerca de 20 anos. Quero iniciar meu comentário com uma notícia muito animadora: A Anvisa acaba de liberar para o mercado brasileiro um medicamento que só existia nos Estados Unidos: ele é o EMGALITY® injetável. Eu já ouvia falar desse medicamento há cerca de dois anos através de uma médica do RJ https://cefaleiaemsalvas.com.br/o-que-ha-de-novo/. Mas chamo a atenção para um detalhe MUITO importante: o medicamente existe em 120mg que só serve para enxaqueca, e em 100mg. Esse de 100 é o específico para a CS, que deve ser aplicado em três doses seguidas. Essa informação consta na página americana do medicamento, aí está o link pra quem quiser conferir: https://www.emgality.com/cluster. A CS é tratada internacionalmente como Episodic Cluster Headache (Dor de Cabeça Episódica em Cluster). Em pesquisas aqui no Brasil não vi a versão de 100mg. Vamos cobrar do fabricante. Como a CS é relativamente rara e por isso não tão rentável quanto a enxaqueca, somos deixados de lado. Sem contar quem nem todos os neurologistas conhecem a CS, e ainda enfrentamos a zoeira dos colegas de trabalho rindo e perguntando quando a “nossa” dor vai chegar mal sabendo eles o quão dolorosa ela é e quanto sofrimento nos causa.
    Dito isso queria relembrar algumas características que diferem a Enxaqueca da Cefaleia em Salvas:
    Na CS a dor já se inicia muito, muito forte e permanece assim até o fim da crise, que pode durar de alguns minutos a algumas horas (hoje às 5h tive uma INTENSA que só terminou às 7h30m, tinha começado um tratamento com um outro medicamento que não deu muito certo, então voltei pro antigo, prednisona, com todos os efeito colaterais); O olho do lado da dor lacrimeja bastante e a narina congestiona; A dor é sempre localizada lateralmente indo por trás do olho; Durante a crise, por mais intensa que seja a dor, não faz diferença o barulho ou a luminosidade, e não se consegue ficar parado (quem já teve uma dor de cabeça mais forte sabe que até a própria respiração é insuportável), já na CS isso não faz a menor diferença. Na minha crise de hoje fiquei empurrando parede o tempo todo, se é que me entendem.
    Bem amigos, espero ter dado a minha colaboração para irmos formando uma corrente que possa levar apoio a todos que sofrem desse mal que causa um sofrimento que só nos sabemos, e ainda enfrentamos a desconfiança até de profissionais despreparados que acabam aumentando esse sofrimento.

  7. Olá! Eu sou Natália França, minha mãe foi diagnósticada com a Cs, mas ela sempre sofreu de dor de cabeça, que sempre foi associada a sinusite. Em 2016, ela sofreu muito com essa terrível dor, fomos à vários neurologistas, ninguém foi capaz de dar o correto diagnóstico, isso é a pior coisa, corremos com ela várias vezes para emergência, onde ela tomava várias medicações. Agora em Fev/2020 a dor voltou, retornamos ao médico que passou a única medicação que parou com as dores em 2016, fizemos os exames e agora ela está em tratamento com esse médico Dr. Ricardo Otranto. Ela está tomando Amato 2x ao dia, Sumaxpro 2x ao dia, e Maxalt em caso de dor fortes, também faz nebulização.

  8. Eu sofria de CS a 3 anos, e quando descobri a respiração Win Hof eu estava em uma crise e comecei a praticar 3 vezes por dia e essa dor maldita foi embora.
    Um dia antes de praticar Win Hof eu tive 4 crises em 1 dia, no dia seguinte não tive nada e não tomei nenhum remédio.
    A prática de Win Hof tem muitos benefícios e um deles é hiper oxigenar o hipotálamo, e exatamente essa parte do cérebro que é afetada pela CS

  9. Tenho 36 anos e tive a minha primeira crise há 8 meses, de lá pra cá tive crises TODOS os dias, geralmente são de 4 à 6 crises ao dia, são raros os dias que eu tenho somente 2 crises, na verdade não me lembro de ter 1 dia sequer sem crise.
    Fui diagnósticado no 2° dia, tenho tomado todos os medicamentos já relatados acima, mas sem sucesso, já é o 4° Neuro que diz que meu caso é crônico… Essa doença é terrível, hj estou incapacitado de trabalhae

  10. Meu nome Maria dos Anjos Fernandes,sou portadora da Cefaleia em salvas,há 4 anos,desde então não fico 3 meses sem ter uma crise.Porem de fevereiro a agosto e o período das crises fortes,duradouras.O diagnosticado foi até rápido,difícil foi encontrar um neuro que receitasse a medicação correta.Oxigenio,tenho em casa e melhorou muito minha qualidade de vida.Nas crises tbm uso naraptana e faço uso continuo de verapamil.2 x ao dia.Realmente é uma dor insuportável,vontade sei lá de que,furar a cabeça,bater,sair correndo gritando,matando etc….

  11. Sofro de cefaléia em salvas a mais de 10 anos. A melhor solução durante minhas crises é alugar um cilindro de oxigenio e deixar em casa.. Ao primeiro sinal que a crise vai iniciar eu já faço oxigenação e isto impede que chegue ao pico da dor. É a única solução para mim.. medicamentos depois que a crise começa só fazem efeito junto com o oxigenio.

  12. Meu esposo está em época de crises constantes, hj (02/02/2020), ele foi ao hospital e passaram uma tomografia e apenas oxigênio… pronto! resolveu por enquanto. Agora o próximo passo é o neurologista.

  13. Meu nome é Kelly, tenho 35 anos e a 20 anos tenho cefaleia em salvas.
    Minhas crises vem a cada 2 anos ou 1 ano, por muitos anos os médicos não me davam um diagnóstico certo. Fiz vários exames, tomei vários remédio, a a alguns anos atrás q me diagnosticaram com cefaleia em salva, hj tomo naratripitano as vezes resolve, muitas vezes vou pro hospital e tomo trampo ou fortuna na veia.

  14. Boa noite, sofro de salvas a uns 2 anos.
    Encontrei um exercício que me alivia tanto quando o oxigênio.
    O exercício consiste em colocar os indicadores no ouvido o mais fundo possível ( sem machucar), inspire profundamente pelo nariz e segure o máximo que conseguir, em seguida com os dedos ainda nos ouvidos, respirar normalmente por 30 segundos.
    Repita o exercício por 10 vezes ou até passar a dor.

  15. olá me chamo Reginaldo, tenho 29 anos e sofro de cefaleia em salvas a 9 anos.
    fui diagnosticado por um bom neuro a 5 anos.
    antes do diagnostico eu ia no SUS eles davam vários medicamento na veia sem sucesso! a unica solução que eles achavam era me dar um remédio para eu dormir mediatamente, era horrível eu ficava uma semana acordando com efeito dos remédios para dor misturado com remédio que foi usado para me apagar.
    quando consegui uma folga no trabalho eu marquei um neurologista no DR Consulta do Jabaquara SP.
    expliquei detalhadamente o que eu sentia. rapidamente ele identificou meu problema e me receito dois remédios e passou os exames que eu tinha que fazer.
    eu fiquei um pouco assustado quando ele disse que poderia ser CEFALEIA EM SALVAS. tomei o sumax pro 50mg para minha sorte o remédio fez efeito em questão de minutos. atualmente esse remédio ja não faz mais efeito. tenho trocado por outros remédios pós cirúrgicos.

  16. Tenho Cs e estou em crise. Os remédios preventivos para a crise como o verapamil, fizeram a dor ficar mais forte. Então, hoje tomo apenas o Zomig, já que não encontro mais o sumac para vender. Gostaria de saber se alguém acha que exercício físico piora a dor. Pq assim que termino uma corrida ela aparece. Coincidência?

  17. Meu esposo tem crises constantes. E até agora não conseguimos provar que ele tem a cefaléia em salvas,pois nenhum médico dar laudo. Já fez tratamento porém não teve sucesso. A única alternativa foi o oxigênio que tivemos um bom resultado em questões de minutos. Alguém faz algum tratamento com neuro? Pois moramos em Recife e não temos nenhum profissional que conheça esse tipo de cefaléia.

  18. Tenho 46 anos tambem sofro com essa doenca tenho crises de 2 em 2 dias na epoca que ataca ! Tive uma crise em 2018 agora2019 voltou outra vez e horrivel essa dor

  19. Meu nome e noroel tenho crise de cefaleia em salvas a ultima vez que senti foi 2015 agora 2019 a maioria das vezes a dor vem quando to dormindo pulo da cama esquento agua coloco em uma vasilha de vidro coloco um pouco de vik coloco uma toalha na cabeca e fico inalando ate passar a dor alivia em alguns minutos parece que nada aconteceu. nao tomo nenhum remedio vou procurar um neuro.

  20. Olha eu também sou portador dessa terrível doença.Nas épocas das crises eu sofro muito é uma dor que eu não desejaria nem para o meu inimigo kkk é claro se eu tivesse um.
    Eu faço uso de verapamil e premidisona e também do oxigênio. Mais as vezes não funciona como deveria doi demais um dia eu cheguei a desmaiar com essa dor sofro bastante nas épocas de crises .
    Ingrassado no meu caso eu sei quando a dor vai vim e também sei quando ela vai embora é um fato interessante. A última vez que ela veio foi em 2017 e voutou agora em Maio de 2019.

  21. Meu nome é Adelio.Sou portador de cefaleia em salvas (cluster herdache)a 30 anos,por 25

    anos tratamos como sinusite.Minha maior dificuldade foi o diagnostico que embora pareça simples pouquíssimos médicos conhecem.Só mesmo um bom neurologista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *