Acidente Vascular Cerebral – AVC

Por Maramélia Miranda ** Atualizado em Junho de 2018. 

Primeira coisa, pra começo de conversa::::: Qual AVC? Qual é o tipo de AVC sobre o qual você está procurando informação?????

Pra começar, é preciso saber isso, pois cada um é um pouco diferente em relação às suas causas e tratamentos corretos.

+++ AVC Isquêmico

+++ AVC Hemorrágico

Um AVC do tipo isquêmico ocorre devido à parada de circulação de sangue em alguma região do cérebro, levando à morte daquela região e consequente parada de suas funções. O AVC do tipo hemorrágico é aquele que ocorre quando um vaso rompe dentro do cérebro, causando extravasamento de sangue e inchaço naquela região onde houve o sangramento. Um AVC por aneurisma cerebral está dentro do tipo hemorrágico, e ocorre porque o aneurisma cerebral rompeu, extravasando sangue dentro do cérebro.

Qualquer dos dois tipos principais de AVC – Isquêmico ou Hemorrágico, são considerados uma verdadeira emergência médica, porque o seu reconhecimento e tratamento imediatos são importantíssimos para deixar a pessoa que sofreu o AVC com menores sequelas. Quanto mais cedo o diagnóstico e o tratamento, melhores serão as chances de menores ou nenhuma sequela no futuro!!! 

+++ AVC Isquêmico e Isquemia Transitória

+++ Aneurisma Cerebral

Sintomas

O principal: todo AVC começa DE REPENTE, de forma súbita e sem avisar. Não existe AVC que começa com sintomas lentamente aparecendo em horas ou dias, ou semanas… Todo ele começa de um minuto para o outro. Ou então a pessoa pode acordar com o sintoma, tendo ido dormir normal e tendo acordado com os problemas. Os sintomas mais frequentes são:

  • Desvio da boca (a boca fica “torta”) para um lado do rosto. Geralmente a pessoa ou o seu familiar percebe esta alteração no rosto do indivíduo, e a própria vítima do AVC percebe a fala diferente, mais enrolada, ou até mesmo saída de saliva pelo lado mais fraco. Quando alguém pede para a vítmia mostrar os dentes ou sorrir, a paralisia do rosto fica mais evidente.
  • Paralisia de um lado do corpo, ou do rosto. Pode se desenvolver subitamente, atingindo em maior ou menor grau o braço, ou perna, ou o lado todo do rosto e corpo. A pessoa percebe fraqueza, moleza nos membros afetados, com ou sem alteração da sensibilidade junto da fraqueza.
  • Dificuldade para andar. A pessoa vítima do AVC percebe tontura súbita, desequilíbrio, sensação de vertigem, e dificuldade para ficar de pé e manter o andar corretamente.
  • Alteração da fala e da compreensão da linguagem. A vítima pode perceber dificuldade para emitir ou completar frases, para nomear objetos, para sairem as palavras corretamente, e até mesmo para entender o que está sendo conversado.
  • Alteração da visão. Este sintoma pode se manifestar com a visão simplesmente embaçada, com ardência, falhas do campo da visão (hemianopsias) ou visão dupla e estrabismo na movimentação dos olhos.
  • Dor de cabeça. Quando o AVC provoca dores na cabeça, geralmente são dores diferentes das dores habituais que o indivíduo já sentiu, e se for o caso de AVC hemorrágico, a dor costuma ser súbita e muito forte, algumas vezes levando até mesmo a mal-estar e desmaio na hora da dor.
  • Sintomas de AVC (qualquer um dos acima) que aparecem, ficam por alguns minutos e depois revertem espontaneamente. Isso é bem característico de uma ameaça de AVC, o chamado AIT – Ataque Isquêmico Transitório. O AIT é igualmente uma emergência neurológica, visto que os pacientes apresentam algum problema de oclusão arterial ou risco aumentado para terem um AVC definitivo nos dias seguintes…

Causas e Fatores de Risco

Para os diferentes tipos de AVC há diferentes causas e tratamentos: para o AVC isquêmico, que corresponde à maioria (cerca de 80-85%) dos AVCs, a causa está na obstrução da circulação sanguínea para uma área do cérebro. As causas mais frequentes do AVC isquêmico são:

  • Embolia cardíaca. Este tipo é frequentemente visto em pessoas com histórico de doenças cardíacas como infarto ou miocardiopatia dilatada (coração dilatado). Também é o mecanismo relacionado a quem tem arritmias cardíacas, como a Fibrilação Atrial.
  • Placas ateroscleróticas obstruindo as artérias do cérebro. Este tipo de causa de AVCi ocorre em quem tem placas de gordura obstruindo parcial ou totalmente as artérias dentro do cérebro ou as artérias que levam sangue do coração para o cérebro (no específico caso, as artérias carótidas e vertebrais).
  • Dissecções arteriais com embolia para o cérebro. Este tipo de causa de AVC é muito mais frequente em pessoas jovens que apresentam AVC isquêmico. Leia mais sobre dissecções aqui.
  • Ataque Isquêmico Transitório – AIT. Chamamos esse a interrupção é temporária, transitória, isso é o mecanismo do AIT.

Se o AVC é hemorrágico, como falamos anteriormente, o problema foi o extravasamento de sangue dentro do cérebro. As causas mais frequentes de AVC hemorrágico são:

  • Hematoma intracerebral. Neste tipo de AVC hemorrágico, o sangramento acontece dentro do tecido cerebral, levando a condições de maior pressão dentro do cérebro e edema / inchaço das estruturas locais. Estes mecanismos levam à lesão neurológica. A causa mais comum dos hematomas intracranianos é por picos de hipertensão arterial não-controlada (pressão alta que não é controlada); outras causas menos comuns são sangramentos por uso de medicações, por malformações arteriovenosas.
  • Hemorragia subaracnoidea. Ocorre quando há vazamento de sangue intracerebral devido a ruptura de um aneurisma intracraniano. O sintoma mais frequente é a cefaleia súbita muito intensa, que costuma dar mal-estar e bastante dor, às vezes com desmaios na hora da dor. A dor súbita deste tipo de AVC é exatamente a hora em que ocorre a ruptura do aneurisma.

Entre os fatores de risco mais importantes para uma pessoa ser apontada como de risco para ter um AVC, alguns podem ser controlados e outros não… 

Fatores de risco não modificáveis (não podemos mudar…) 

  • História familiar de AVC, cardiopatia, infarto; ou o próprio indivíduo ter tido um AVC ou AIT no passado
  • Idade: maiores de 55 anos; quanto maior a idade, maior o risco de ter AVC;
  • Etnia: algumas raças em especial são mais propensas a ter AVC (orientais, hispânicos, afro-descendentes, raça negra); em brancos, maior risco de obstruções das carótidas por placas de gordura.
  • Sexo: sabe-se que os homens tem risco maior do que mulheres; entretanto, mulheres mais velhas podem ter maiores complicações decorrentes de AVC e procedimentos de stents nas carótidas.

Fatores de risco modificáveis (podemos interceder, mudando hábitos de vida ou prevenindo e tratando as doenças…)

  • Obesidade
  • Sedentarismo
  • Uso excessivo de álcool
  • Uso de drogas como cocaína ou metanfetaminas
  • Hipertensão arterial. Este é o principal fator de risco que modemos intervir e de maior impacto para prevenir AVCs. Cada redução em 5mmHg da PA sistólica (número maior do índice de PA) reduz cerca de 25% o risco de ter um AVC. Ou seja, se você costuma ter PA de 14/90mmHg, e seu médico ajustar os seus remédios da pressão para manter em 135mmHg de PA máxima, teoricamente está reduzindo seu risco de um AVC em 25%!!! É bastante coisa!!!!
  • Tabagismo (ativo ou passivo)
  • Colesterol alto (níveis superiores a 200mg/dL de colesterol total)
  • Diabetes
  • Síndrome da apneia do sono
  • Arritmia cardíaca, em especial a fibrilação atrial

Exames Necessários no AVC

As pessoas que tiveram AVC devem ser inicialmente atendidas em uma emergência de hospital. Isso porque lá é onde poderão ter acesso a avaliação médica de urgência e realizar o principal exame de imagem feito em um caso de AVC: a tomografia do crânio.

Na emergência, além do exame clínico na pessoa vítima de AVC, o médico deverá excluir outras causas de déficits neurológico súbitos (como, por exemplo, hipoglicemia, enxaqueca ou epilepsia), diferenciar se foi um AVC do tipo isquêmico ou hemorrágico, e avaliar, em sendo AVC isquêmico, se a pessoa com AVC poderá ou não receber o trombolítico, medicamento que, se administrado até 3-4h do início dos sintomas, é capaz de reduzir os déficits neurológicos em cerca de 40% dos casos. A seguir, os exames principais a serem feitos em todos os casos de AVC:

  • Exame físico. Feito pelo médico para avaliar os déficits neurológicos (paralisias) presentes, nível de glicemia, níveis de prassão arterial, temperatura, etc…
  • Exames de sangue. Na entrada do hospital, os principais são os exames de glicemia (açúcar) no sangue e testes de coagulação. Depois, a depender de caso a caso, outros testes são pedidos pelo neuro assistente.
  • Tomografia do crânio. Este é, sem dúvida, o principal exame na fase mais aguda (primeiras horas) do AVC. Ele é o único que pode diferenciar se estamos diante de um AVC isquêmico ou hemorrágico, e esta diferenciação nas primeiras horas é crucial e muda totalmente a abordagem médica.
  • Ressonância Nuclear Magnética do crânio. Trata-se de um exame mais sensível e apurado do que a Tomografia, que analisa e dá a extensão e locais exatos de onde ocorreu o AVC. Embora seja melhor do que a tomo, pela logística de sua realização e por não estar disponível em qualquer lugar, não é o exame de escolha para todos os casos.
  • Ultrassonografia das carótidas. Avalia se há alguma obstrução ou placa aterosclerótica, nestas artérias que passam no pescoço, e que são as responsáveis por levar sangue ao nosso cérebro.
  • Doppler transcraniano. È muito importante quando há suspeita de estenoses e não se pode fazer nem a angiotomografia, nem a angioressonância. Outra importância é para a pesquisa de shunt, alteração como se fosse um desvio do sangue no coração que está presente em Forame Oval Patente, uma causa comum de AVC isquêmico em jovens.
  • Angiografia dos vasos cerebrais e do pescoço. Este exame é muito importante para verificar a patência, se estes vasos estão livres, ou se apresentam alguma obstrução ao longo do seu trajeto do coração ao cérebro. Podem ser feitas pelos métodos de angiotomografia, angioressonância ou pelo convencional (mais invasivo), a arteriografiaa cerebral digital.
  • Ecocardiograma. Este é um ultrassom do coração, que avalia se as cavidades cardíacas estão normais ou apresentam alteração.
  • Holter de 24 horas. Este exame é importante nos pacientes mais idosos, quando há uma suspeita de AVC isquêmico por causa de alguma arritmia cardíaca, principalmente a temida fibrilação atrial.

Tratamento do AVC

A primeira coisa: não fique esperando o sintoma que parece um AVC passar.

Logo que sentir algo parecido, corra ao hospital. Quanto mais rápido for reconhecido, mais rápido pode ser tratado.

Na emergência, ou seja, nos primeiros minutos e horas de um AVC, o certo é correr ao hospital, entrar pela emergência e logo, em pelo menos 20-30 minutos da entrada do hospital, já ter feito a tomografia de crânio.

Este exame é o principal para separar, diferenciar se o AVC foi isquêmico ou hemorrágico. Isso muda frontalmente o tratamento.

Sendo Isquêmico…

A terapia correta se o paciente chegar até 4-4,5 horas do início dos sintomas é dar o medicamento alteplase, que é um tipo de trombolítico que dissolve o coágulo e restabelece o fluxo de sangue no cérebro. Se o paciente tiver uma obstrução de uma grande artéria na região anterior da cabeça, como a cerebral média ou carótida interna, além do alteplase, e a depender do tempo, o correto é levar este paciente para a hemodinâmica, para fazer um cateterismo e desobstruir localmente o vaso.

Sendo Hemorrágico…

A terapia correta nas primeiras horas e dias é dar remédios na veia para baixar a pressão arterial, se a pressão estiver acima de 140/90mmHg.

O alvo de PA atualmente para a fase aguda, primeiras horas e dias de tratamento de um AVC hemorrágico, é manter a pressão menor de 140/90mmHg. Além disso, o paciente deve ser internado em UTI ou NeuroUTI, para melhor monitoramento, pois estes pacientes podem complicar e piorar.

Quando o hematoma, o sangramento, é muito grande, e o paciente está entrando em coma ou tem alto risco para isso, às vezes é indicada cirurgia para retirada do hematoma.

 

 

** Dra. Maramélia Miranda é neurologista com com residência e pós-graduação realizados na UNIFESP-EPM, especializada em AVC e Doppler Transcraniano, e editora do blog iNeuro.com.br.

97 thoughts on “Acidente Vascular Cerebral – AVC”

  1. Fiz a operação aberta da carotida esquerda e tive alta no hospital salgado filho a 3 meses fui muito bem tratado por todos.mais sinto fraqueza nas pernas até hoje.to sem trabalhar a meses.gostaria de uma orientação. Ser a q vou voltar a me locomover normalmente. Preciso trabalhar

  2. Boa tarde Drª, a mãe da minha amiga teve um AVC Hemorrágico, precisava ir pra Uti só que não tem vaga até o momento. Ela tem 79 anos, e já fazem 10 dias que está no hospital e não tem melhora. Abriu um olho e mexe um braço mais não fala. Se alimenta por uma sonda. Ela está na sala de enfermaria. o que deveria ser feito? será que ela vai ficar boa?

  3. Olá, a mãe da minha amiga tem 79 anos e teve um AVC hemorrágico, só que já fazem 10 dias e nada colocar ela na UTI. Estamos todos preocupados. Ela conseguiu abrir um olho e mexer um braço. mais não fala. Ela está agora na sala da enfermaria. o que realmente será que irá acontecer? será que ela vai ficar boa sem esta na uti?

  4. Olá meu nome e Andreia meu irmão teve avc isquemico dia 04de julho 2018 quarta feira do lado direito do cérebro pegou 1 terço do lado direito e a asinha do lado esquerdo e na chegada ao hospital não deram medicamento disseram que só tinha q ficar em observação e fez tomografia ele estava abrindo os olhos mexendo as duas pernas e o braço esquerdo, não estava mexendo braço esquerdo continuou nesse estado 72 horas passando mais 12 horas desde o domingo não se mexia mais não tinha forças para abrir os olhos e respiração estava mto alfegante e gemia muita tosse e secreção onde os enfermeiros aspiravam e só na pressão de familiares com enfermeiros e médico novatos que viram que ele não estava nada bem fazia dois dias que tinha piorado os médicos avaliaram e entubaram descobriram que ele tinha contraído uma bactéria no pulmão e por isso estava sem estímulos foi levado p uti e só tem piorado ele tem 61 anos tem enfisema pulmonar no lado direito tem gordura no fígado e Diabete, a pressão está controlada a diabete está variando tomando Insulina, tendo problema de saturação tinham sedado p intubar e passaram 10 dias não conseguem desmamar precisando fazer uma traquio amanhã de manhã, deram a noite passada adrenalina devido uma arritmia e esta tendo febre e trocaram o antibiotico pela terceira vez gostaria de saber se alguém conhece alguém que tinha os mesmos problemas e saber quais as chances dele eu sei que cada caso é um caso e depende de cada um gostaria de saber se alguem ja passou por isso e conseguiu viver e se reabilitar.
    Ah para ajudar quebraram dois dentes da frente quase na raiz e o hospital não sabe o que aconteceu ninguém viu ninguém sabe muito sofrimento para nos e muita negligencia vamos resolver com ctz não vai ficar assim vamos tomar as medidas cabíveis.
    A cada visita perguntamos p enfermeiros quando consegue achar um médico ninguém sabe acabou de pegar o plantão não tem respostas para as nossas perguntas sobre o estado clínico dele.

    A minha dúvida a perda de estímulos o não conseguir abrir os olhos se mexer estar apagado é provavelmente devido a infeção ou pode ter ocorrido uma repetição do seu avc me ajudem estou muito preocupada e quais as chances dele.
    Muito Obrigada!

  5. Minha mãe tem 64 anos e passou mal na terça feira 19/06/2018 ,caiu 2 vezes e com a pressão 16 por 9 , nesse mesmo dia notei que ela estava com dificuldade de mexer o lado esquerdo do corpo , levei ela pra emergência, mas não fizeram nenhum exame nela , só receitaram um remédio pra dor e mandaram procurar um ambulatório. No dia seguinte voltei com ela pra emergência pois os sintomas estavam piorando , além do lado esquerdo totalmente paralisado, estava com a fala enrolada, tinha todos os sintomas de AVC , porém fez uma tomografia e nada apareceu , mas uma vez mandaram ela pra casa , nessa mesma noite chamei uma ambulância , pois ela já não estava respondendo, estava apagada. Foi internada , solicitaram outra tomografia e mais uma vez nada apareceu , mas eu falava com ela e ela respondia, mesmo com os olhos fechados e com a fala muito enrolada, mas desde sábado ela não responde mais, somente aperta a mão se eu falar : aperta minha mão , no momento já fez 4 tomografias e não tem sinal de AVC e os médicos não sabem o que ela tem , ontem apareceu uma pneumonia e eles acham que pode ser isso que está causando essa queda de consciência, mas não explicaria a paralisia. Pedi que eles passem ela para um neurologista, mas eles disseram que no momento não necessidade , mas como não , esse hospital que ela está o neurologista só olha se der algo na tomografia. gostaria de saber se já viu algo parecido e o que pode ser . Estou muito aflita , sem saber o que fazer e a quem recorrer.

  6. Bom dia, Meu sogro tem 72 anos, está em coma, e segundo o medico ele entrou em coma espontâneo, está em estado vegetativo, pouca respiração, o alimento estava indo para o pulmão que causou uma bactéria a qual os médicos disse que não tem como combater pois já utilizaram os mais fortes do remédio, em seu ponto de vista meu sogro pode sobreviver. Preciso saber. Já foi retirado dos aparelhos, pouca respiração, batimento cardíaco estável, sem estimulo, febre, as vezes queda de pressão, ultimamente só usa morfina e paracetamol ou dipirona .

  7. Sou médica e tenho56anos.Tenho apenas PVM.Ja fui hipertensa sempre bem controlada.por causa de Tinitus em um ouvido há 12anos . Fiz uma ressonância magnética de crânio que sugeriu microangiopatias focais discretas.Somente não entendo a causa. Vou a um neuro mas acho que não vai saber porque.Sera que o laudo está correto.Deveria fazer uma ressonância mais sofisticada com avaliação da circulação mais específica?

  8. Boa tarde! A 8 meses atras tive um avc hemorragico, ainda estou com sequelas, ando com dificuldade e meu braço esquerdo, ainda n sinto movimentos na mao. Sera com o tempo ela voltara a ter movimentos??

  9. Olá qual O tempo para voltar de uma sedação minha mãe está no hospital São Paulo a 22 dias e não acordou ainda diz que o quadro é estável que teve uma lesão no cérebro foi AVC hemorragico .

  10. Em 17/06/17 tive um AVC junto com uma síndrome chamada Wallemberg, tenho 45 anos e fui diagnosticada depois de 15 dias, pois na tomografia até mesmo com contraste o resultado era normal… Só deu o diagnóstico depois de uma ressonância do crânio com contraste. Fiquei com as sequelas da síndrome, gostaria de saber se é permanente ou do jeito q veio vai embora???

  11. Meu filho de 10 anos teve um derrame o médico neurologista disse que uma veia muito grossa rompeu e ele teve uma hemorragia fez todos os exames e o médico então levou ele pra cirurgia drenou o sangue mais ainda não sabem porque rompeu ele se recuperou não teve graças a Deus nenhuma sequela ainda faz apenas um mês mais de vez em quando ele esquece algumas coisas os olhos também ficam bem inchados durante dias e passam a minha pergunta é se ele vai ter uma vida normal ou se eu vou ter que sempre estar a tenta ou se as sequelas pode vim mais tarde ou se não preciso me preocupar apesar de não conseguir

  12. minha mae teve um avc hemorragico atingiu mais a parte de equilibrio, sente muita queimação na cabeça e ouvido isso demora para parar de acontecer existe um medicamento especifico…

  13. DANIELA — esta situação é dificil. idealmente deveria ser feita TC. Vc deve conversar com o hospital, ouvidoria do lugar, para conversar sobre isso.

  14. Olá Boa noite meu tio foi diagnosticado com AVC desde 12/10 e ainda hj 18/10 não foi feito a TC, pois está quebrado no hospital q ele está, e não nos permitem levar pra fazer particula, ? porém minha preocupação é que seja hemorrágico, pois está meio desorientado, no isquemico tbm fica assim?

  15. rosalina – após o período do sintoma até cerca de 12-24h, a depender da imagem (tomografia) do caso, a desobstrução da artéria pode funcionar.
    Se for dias ou semanas, ou anos depois, de nada adianta.

  16. Rosania — se sua mãe chegou ao hospital dentro das 4h do inicio dos sintomas, estava com sintomas de fraqueza no lado do corpo, na hora da chegada, e o médico não fez nada, nem o neuro mandou aplicar o alteplase, com certeza você deveria processar o hospital por isso. Convem pegar o prontuario da sua mãe, onde está detalhado tudo, e levar a um neurovascular, para verificar o porque da conduta, ou o porque da falta da conduta.
    Depois disso, acionar judicialmente se for o caso.

  17. A minha mãe apresentou sintomas de AVC no dia 20/09/14 às 16:00h, levei para Santa Casa de Misericórdia emergência. O médico fez tomografia, exames de sangue e avaliação física. Depois dos resultados em mãos, nos chamou dizendo que minha mãe não tinha nada, os exames não deram nada, dando alta para levá-la para casa, não aceita o diagnostico que me deu e disse que não iria levar ela para casa, fez, refez avaliação física e disse que não via nenhum sintomas, disse que não levaria, de imediato ligou para o neuro plantonista e este autorizou o internamento. No dia 21/09 às 16:30 minha mãe deu AVC isquêmico dentro do hospital, pergunto: Eles não deveria ter dar o medicamento alteplase, que é um tipo de trombolítico que dissolve o coágulo e restabelece o fluxo de sangue no cérebro em minha mãe, já que o prazo é de 4:30h? Na época fiquei desnorteada , não pensei neste medicamento, lembrando agora de tudo e gostaria de fazer justiça. Minha mãe ficou de fralda descartável, cadeira de rodas com sequelas, até hoje. Ela é hipertensa e diabética. Pergunto… Ainda a tempo de processar o hospital, para que não aconteça isso com outras pessoas? Não foi atendimento SUS, sim plano de saúde. Me sinto culpada em ver minha mãe sequelada e não fiz nada. Me ajude, dia 20/09/2017 vai fazer 3 anos. Por gentileza, aguardo resposta.

  18. Boa tarde!!

    Meu irmão teve AVC- troncoencefálico a 17 anos. Teve paralisao dos membros inferiores e esquerdo superior.. Totalmente orientado… Em abril de 2017 foi internado e disseram que teve entupimento total da carótida, o que levou a paralizacao total e dizem os médicos que ele não tem mais orientação. Porem, ele atende a algns estímulos , chora e esbo,ca sorriso…. As vezes levanta a cabeça e sustenta o pescoso… Porem, os médicos alegam não ter nenhuma cirurgia possivela para melhorar esse quadro… Sera que se desentupir o veia, irrigar sangue e oxigênio, o quadro não pode melhorar???

  19. Olá. O avô do meu filho teve um avc ah 7 anos. Ficou com o lado esquerdo paralisado. Será q teria algum tratamento que podia ajudar a melhorar essas sequelas?

  20. Tive um AVC isquêmico em 2013, tenho algumas sequelas.Quero saber se é possível melhorar e voltar a andar após este tempo,aguardo resposta

  21. Olá, Dr°.
    Pequenos focos Microngiopatia acometendo a substâncias branca fronto-parietal, após uma situação início de AVC em uma pessoa com 55 anos de idade, já pode se pensar em Demência vascular ?
    Ou é preciso um acometimento mais extenso para se haver o comprometimento para Demência?
    Ou mesmo esses pequenos focos com o aumento da idade pode ir havendo comprometimento da memória?

  22. Ola, tenho 46 e acabei de ter um avci, no dia 26\02\2017, minha esposa me levou rápido para o Hospital e tomei a medicaçao para dissolver o coágulo, fiquei normal e ainda estou fazendo exames para ver se ficou sequela oculta, pois estou me sentindo normal. Gostaria de saber se eu fizer ablaçao, poderei ter uma vida normal e sem medicamentos, como os anticoagulantes e amiodarona? esta cirurgia costuma ser segura?

  23. 0lá boa noite meu sogro teve um avc e dias depois ele começou sentir muito queimar sua face do lado que esta paralisado e hoje já faz 4 meses ele esta voltando a andar com ajuda de moletas, mas tem dias em que ele não consegue dormir de tanto que queima; o que devo dar a ele para aliviar esse sintoma? por favor

  24. não há como responder isso sem ter acesso ao caso, imagens, exame clínico, todos os detalhes. o ideal é vc perguntar ao médico que o está seguindo.

  25. Boa noite
    Meu irmão é etilista e tem 30 anos. No dia 05/02 ele não acordou como de costume, na emergencia do hospital diagnostico foi de convulsão. 3 dias depois foi entubado e levado a uti. hoje 15/02 chegou o resultado da tomografia feita dia 10/02 e no laudo diz q ele teve avc isquemico e afetou uma boa quantidade do cerebro. Desde que foi internado ele não tem reação, não despertou e segue sedado e entubado.
    Isto pode se reverter e pode levá-lo a óbito?
    agradeço a resposta breve e real.

  26. Boa Tarde! Meu avô tem 80 anos e teve um AVC há 23 anos atrás fez cirurgia e sobreviveu, há poucos dias ele foi internado com pneumonia e insignificância cardíaca ficou na UTI, estava no quadro estável consciente e lucido, quando foi com 8 dias ele teve uma piora de um dia para outro ele ficou inconsciente no quadro muito instável, se passou 8 dias fizeram uma tomografia acusou um AVC hemorrágico do mesmo lado medicaram quando foi no dia seguinte desenganaram ele, porque tinha que ser feita uma cirurgia e ele não iria suportar por conta da idade e problemas então os médicos falaram que ele iria viver até o outro dia, se passou mas 5 dias ele continua vivo, e agente não sabe o que fazer,o medico disse que ele é muito forte e o que estava acontecendo com ele era algo fora da natureza. Gostaria de saber se existe outro tratamento que possa ser feito para tentar salvar meu avô? Aguardo a resposta com urgência por favor. Obrigada!

  27. Olá Dra, Boa tarde, minha mãe com 79 anos e há 01 ano deu no exame ressonãncia craneo, Gliose/microangiopatia, tima medicamentos, como hemmer, mantidan e uma combinação de fórmula nanipulada e atualmente está sentindo cansaço nas pernas principamente joelho abaixo e também no andar ,sensação de desiquilibrio, ela fazia caminhadas e já não tem a mesma disposição.
    O que a |Sra poderia dizer?
    Se for atendido, desde já agradeço.

  28. MICHELE ALVES, li seu comentário e quero te falar que minha irmã teve essa paralisação e a boca torta, assim como vc descreve seu problema…..e ela está curadíssima, graças a Deus……indicaram para que ela fizesse acupuntura e na terceira sessão a boca dela voltou ao normal. Por favor tente fazer acupuntura.

    Beijos

  29. Porque uma pessoa que teve AVC mesmo isquémico não pode doar sangue nunca mais?

  30. cleiton – se o quadro dele é grave, deve merecer estar em UTI. principalmente se ele teve AVC há poucos dias. porém, se já se passaram varios dias do AVC, e o paciente está estavel em relação a pressao e respiração, não se precisa de UTI nestas condições. muitas vezes os casos estão estaveis em relação à pressao e respiração, mas estão graves em relação às sequelas neurologicas do AVC. não sei como está o seu pai.

    ter apenas terapia “normal” – ou nao precisar de UTI, ou até mesmo de cirurgia, não é negligencia, tudo depende do timing de tudo isso e tipo de AVC. muitos AVCs nao precisam de UTI.

    todos os AVCs precisam de UTI nos primeiros dias a semanas, dependendo da gravidade algumas semanas.

  31. ola, meu pai teve avc muito grave, mas os medicos dissem q nao necessita de uti, nem de cirurgia, so terapia normal, mas o quadro dele e gravissimo; isso e negligencia, nao e?

  32. Boa dia, fiz um exame de tomografia de crânio e nele foi constatado: discretas áreas focais de hipodensidade na densidade na substância branca nos lobos frontais, de aspecto inespecífico. Correlacionar com fatores de risco para doença de pequenos vasos. Gostaria de saber qual foi a causa provável e o melhor tratamento médico e até de quais cuidados tenho que tomar na alimentação, e é bom fazer exame de coração como: ultrassonografia das carótidas. Pois é familiar meu pai teve aneurisma e minha vó teve arritimia. Obrigado!

  33. Olá. Meu nome é michele, n sei bem o que eu sofri, se foi um avc ou uma paralisia facial. Meus sintomas foram dores de cabeça muito fortes, no outro dia senti formigamento, inchaço, e não sentia o outro lado do meu rosto, e minha boca amanheceu torta. Procurei um neurologista, expliquei td ele pediu um exame, eu fiz e disse que eu n tinha nada. Ate hoje eu choro todos os dias quando eu me olho no espelho e vejo minha aparência. Td mundo me olha e ri de mim no trabalho, ja pensei em sair do trabalho por causa disso.

  34. Minha mãe teve um AVC à duas semanas ela ontem reclamou da cabeça q doi levei ao médico fez uns exames não contou nada , além disso ela só dorme não quer fazer mais nada eu tento anima _lá e nada essa dor de cabeça da aí toma a dipirona passa , senti frio isso é normal doutor? Obrigado

  35. Olá boa tarde Dr.sofri um AVC hemoragico a sete meses e sinto muito queimação do lado afetado eu gostaria de saber se tem algum medicamento para acabar com essa queimação já não aguento mais a queimação e da cabeça aos pés além do AVC tenho também distrofia muscular tipo cintura.

  36. Olá boa tarde sofri um AVC a 7 meses e sinto muita queimação já não aguento mas gostaria de saber se tem algo que posso fazer para não sentir mas essa queimação faço fisioterapia quatro vezes na semana ainda não estou andando porque além do AVC tenho distrofia muscular,o AVC que sofri foi hemorrágico o meu lado esquerdo que paralisou mas a queimação é dia e noite gostaria de algumas informações.

  37. Oi Dr. Tem historicos em minha família de AVC, minha tia faleceu aos 31 anos de idade, há uns 25 anos atrás, meu avô teve, ficou com seqüelas, e mês passado meu irmão com 36 anos de idade teve início, precisou fazer cirurgia, graças a Deus está bem, já está em casa, e sem seqüelas. Mas com 90 dias irá voltar pra ver se vai ser preciso fazer outra por causa de um aneurisma. Eu tenho 26 anos de idade, há 11 meses trabalho como telemarketing, e há uns 8 meses, tenho dores de cabeça, 1 ou 2 vezes por mês, tem vezes que é bem forte, outras fraca. Cefaléia, do lado esquerdo, nuca, o lado da cabeça e olho esquerdo. Por causa do acontecido com meu irmão, fui aí clínico geral, ele me encaminhou para um neuro, estou aguardando agendar pelo SUS. Mas tem 3 dias que parece que o pedaço do lado esquerdo do crânio está um pouco dormente, e próximo a nuca irritado. Isso eu preocupante, posso esperar pelo atendimento SUS, ou tenho que procurar um particular o mais rápido possível?

  38. ola Dra, minha mãe sofreu um AVC hemorrágico há 20 dias , segundo os médicos ela não se salvaria .Porém o quadro dela não foi o que os médicos disseram .Hoje ela pega alta do hospital , mas o seu quadro não piorou e também não mais prógredio para melhora ela parcialmente enxerga,não anda a fala e enrolada, move um lado do braço , o lado direito ,esta utilizando sonda os médicos do hospital em que ela foi atendida disseram que ala vai receber médico, enfermeira ,nutricionista, fisioterapeuta em casa . Além dos nossos cuidados ,gostaria de saber se ela vai usar sonda para o resto da vida ou vai parar de usar e se existe algo amais para ajudar ela melhorar ou seja outra alternativa para ajuda-la ela faz força para se levantar da cama porem não consegue o médico que a acompanhou no hospital nos disse que agora esta nas mãos dela, agora é com ela a melhora o que posso fazer para ajuda-la preciso de resposta fico agradecida .

  39. Olá, meu nome é Ana, sofri um AVC hemorrágico hà 8 anos, na época o médico que me atendeu na emergência, falou que as placas de hormônio que estavam no organismo rejeitou (?); foi o causador do AVC. então tinha que fazer uma cirurgia, e fiz, mais deu errado quando ele fez a cirurgia, não pode retirar o coagulo, pois estava embaixo do tálamo, a dormência que que sentia do lado passou a ser dor, dores fortes de cabeça, dor que quando uma pessoa toca do lado que tive o AVC, parece que está me queimando; já fui vários Neuros e eles falaram que não era para ter feito a cirurgia, cada dia que passa sinto mais dor de um lado, do fio de cabelo ao dedão do pé. Queria saber Dra. Se não existe como reverter esse quadro? Às vezes tenho que ficar internada, pois a endometriose ataca de um modo que vou parar na emergência. Peço socorro, não estou aguentando mais!!! Fiz o implante de hormônios para combater as cólicas da endometriose muito fortes, já tinha feito várias vídeo Laparoscopias para queimar focos de endometriose, e voltava… Me ajude…

  40. Minha mãe teve AVC a dois dias, fez todos os procedimentos, mais em casa ela esta com o lado paralisado inchado e uma reação ou deve ser levada ao hospital novamente?

    Desde já agradeço!

  41. Ola Dra. minha mãe sofreu um AVC no dia 10/01 foi socorrida rapidamente mais não tenho conhecimentos se ela tomou alguma medicação no tempo em que ficou no hospital, foi socorrida na rede publica, ela estava dormindo e gritou por socorro que estava passando mal por volta das 6 da manhã onde ela desmaiou e não voltava a si, meu pai e minha filha socorreram ela e por volta das 7 da manhã ela ja estava em um hospital onde fizeram uma tomografia uns 30 minutos depois que ela chegou, onde tbm nao sabiamos o que estava acontecendo, por volta das 10 ela começou a acordar mais com o lado direito paralisado o medico do hospital publico não deu nenhum laudo so disse que ela teria que ficar internada, ai acionaram o convenio dela onde esperamos até as 8 da noite para ela ser transferida , chegando no hospital onde o convenio atende ela ficou em observação a noite toda de domingo e segunda por volta das 11 hors da manha foi internada , ficou la no hospital até quinta feira ou seja 4 dias de internação , saiu do hospital com o lado direito ainda paralisado e fala embolada mais o que mais me preocupa e a memoria ela lembra do nome das pessoas e tudo mais as vezes volta muito ao passado ou seja a memoria recente não esta nada bem quanto tempo mais ou menos a memoria volta Dra? Quanto a fisioterapia neste mes de janeiro esta sendo dificil de arrumar o atendimento so vai começar a partir de fevereiro qual o tempo necessario para começar a fisioterapia ? Ela tbm esta agressiva agora essa semana que esta em casa isso e normal? Ha prazos para volta de memoria? Obrigada Daniela.

  42. boa noite tive avc em 2011 os medico disseram que foi avc neurologico na resonancia veio dizendo avc nem esquemiaco nem emoragico ,pesquiso sempre e nao veijo falarem nesse tipo de avc os medico sempre que sou consutado nao sabem mindizer as causas fico sem entender

  43. boa noite; tive avc em 2011, os medicos disseram que foi avc neurologico; na resonancia veio dizendo avc, nem isquemiaco nem hemoragico ,pesquiso sempre e nao vejo falarem nesse tipo de avc, os medicos sempre que sou consultado nao sabem me dizer as causas; fico sem entender…

  44. oi, minha mãe teve avc a uns 6 messes, e desde entao sente um gosto amargo na boca, gostaria de saber se é por causa do avc ?

  45. Minha mãe sofreu um avc isquemico há 3 dias, e a dificuldade pra falar só está aumentando, estou percebendo que a boca dela está torta, o que devo fazer?

  46. Boa noite ontem tiver paralisação e muita dor de cabeça tiver duas crise minha visão ficou turva e não conseguia virar minha visão pra esquerda só quandoa crise de dor de cabeça depois tomo remédio depois passa ,garganta fechada e língua travada, o primeiro exame deu uma alteração foi na hora da crise dor de cabeça, depois não deu mais nada nos exames o médico falou que é síndrome de somatização mais eu sei que dor insuportável que sinto pontada na cabeça no começo do ano tiver a mesma crise com suspeita de avc depois passou a crise não deu nada nos exames .
    Estou muito chateada pois ninguém acredita nas dores e na paralisação que sinto não sei mais que fazer so chorar.
    Grato

  47. Boa tarde! Minha mão foi diagnosticada com AVC isquêmico há 1 mês e meio. Ainda segue internada. Logo que ela foi atendida na emergência do Hospital li o Manual de rotinas para atenção ao AVC. Percebi que eles atá seguiram as rotinas e tem recebido um tratamento digno apesar de ser um hospital público e que normalmente a rede pública muitas vezes carece de materiais e equipamentos médicos. Mas a equipe do hospital, desde a recepção até os enfermeiros e médicos tem sido bastante atenciosos. No entanto, fico frustrado pelo fato de minha mão ainda não estar interagindo, mesmo após de já ter sido suspenso o sedativo. Quanto tempo ela ainda pode ficar sem reagir e o que posso fazer para ajudá-la?
    Obrigado,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *